O importante é ser você, mesmo que seja estranho

Confesso que não sou uma pessoa muito jeitosa para me comunicar. Quando isso se dá por meio de messengers, emails e afins, a situação piora, pois não disponho de recursos como tom de voz e gestos.

Sou uma pessoa de linguagem objetiva e algumas pessoas confundem isso com grosseria ou irritação. Quando isso acontece, peço desculpas, explico que é o meu jeito e que se eu estiver irritada, chateada ou qualquer outra coisa, vou falar claramente. Só que muitas dessas pessoas não fazem o menor esforço para entender a minha personalidade ou não acreditam no que falei (afinal, quem pode ser assim tão seca?). A situação fica chata e acabamos nos afastando.

Hoje vi uma tirinha que resume o que penso sobre esse assunto. A coisa mais importante do mundo é poder ser você mesmo sem se preocupar com o que vão achar. Para mim amizades existem quando se chega neste nível de “poder”, ou seja, quando ambas as partes têm a liberdade de ser o que são, tendo a certeza de que se houver algum desentendimento, ele será resolvido sem frescuras e tudo voltará a ser como antes, sem ressentimentos.

Ah! A tirinha é essa aqui ó:

Comentários

Postar um comentário

Deixe-me saber que você esteve por aqui: Comente! =o)

Postagens mais visitadas